Brigada em Vista Alegre já é realidade e atua no combate a incêndios.

27/09/2017

A brigada de incêndio muni­cipal em Vista Alegre do Alto já é realidade e está atuando no com­­bate ao fogo dentro e fora da cidade. Recentemente os bri­gadistas tiveram muito trabalho para controlar um incêndio na ma­ta do bairro Barro Preto. O fo­­go destruiu uma grande área de vegetação antes de ser apa­gado. Segundo a Guarda Mu­ni­cipal, foram registrados pelo me­nos nove focos de diferentes proporções nos últimos dois me­ses em diversas localidades.

A criação da brigada de in­cêndio é uma das ações im­plan­tadas pela administração do prefeito Luís Fiorani para re­duzir e combater as queimadas.

A brigada é composta por ser­vidores voluntários e treina­dos pelo Corpo de Bombeiros.  Confira os nomes das pessoas que fazem parte da equipe de brigadistas: Alessandro Rodrigo Cação Ribeiro, Daiane Raimun­do de Barros, Adilson Rogério Ferreira, André Luiz Pereda e Ricardo Gervazoni.

Conforme o decreto, assina­do pelo prefeito, os serviços pres­tados pelos membros são con­siderados de  relevância pa­ra o município.

A equipe de brigadistas re­cebeu treinamento sobre pre­ven­­ção e controle de focos de in­cêndio. A capacitação foi mi­nistrada pela Coordenadoria Estadual de De­fesa Civil. O mu­nicípio também foi contemplado com um kit es­tiagem para auxi­liar no combate a queimadas e pequenos focos de incêndios florestais e urba­nos.

O kit é composto por cinco aba­fadores, duas bombas cos­tais flexíveis, cinco pares de lu­vas de raspa, dois enxadões, cin­co facões de bainha, duas lanternas, cinco óculos de pro­te­ção e cinco uni­da­des de can­til.

Este ano, até o momento, o Estado de São Paulo registrou 4.602 focos de incêndio. O nú­me­ro superou ao da pior estia­gem já registrada na história, ocorrida em 2012. A estiagem, que compreende o período de in­verno, traz o problema de destruição de cobertas vegetais, principalmente com os incên­dios, que prejudicam a saúde humana e o meio ambiente.

Para evitar incêndios no pe­ríodo de seca, os brigadistas reiteram que a população deve sempre evitar jogar bitucas de cigarro no chão, não fazer fo­guei­ras nem limpar terrenos usan­do fogo.