Prefeitura apoia festa para comemorar o Dia do Evangélico em Vista Alegre.

14/08/2019

Para celebrar o Dia do Evan­gélico, a Prefeitura Municipal em parceria com as igrejas evan­­­gélicas realizou, no últi­mo dia 29 de julho, no Clube Vis­ta Alegre, uma festa marcada por muita fé e louvores a Deus. O even­to reuniu mais de 400 cris­tãos que foram agraciados por uma mensagem trazida pelo pas­tor Rubens Franco, da cida­de mineira de Uberlândia, e ain­da contou com show da cantora gospel Lydia Moisés.

O prefeito Luís Fiorani esteve prestigiando o evento alusivo ainda à comemoração do cen­te­nário de fundação do muni­cí­pio. Na oportunidade, Fiorani des­tacou a importância da co­me­­moração e da força dos evan­gélicos na evangelização no município. Ele também enfa­tizou que “a nossa gestão tem apoiado diversos eventos e ma­nifestações religiosas e culturais de todos os segmentos no nosso município, e não poderíamos deixar de dar total apoio ao dia do evangélico”.

O organizador do evento, pastor Amarildo Aparecido Sa­bi­no, da Igreja Evangélica As­sembleia de Deus - Ministério do Belém, agradeceu o prefeito Luís Fiorani pelo apoio e empe­nho para a realização do evento, assim como o presidente da Câ­mara, Zé Ricardo, e demais e ve­readores. Também agrade­ceu as presenças dos pastores e membros da Igreja Assem­bleia de  Deus - Ministério Ca­tan­duva (sob a responsabilidade do pas­tor Otni Castro), Assem­bleia de Deus - Ministério Madu­reira (pas­tor Genésio Borges de Fi­guei­redo), Igreja do Evan­ge­lho Quadrangular (pastor Fábio Salles Santana), Igreja Deus é Amor (pastora Maria Madalena da Silva) e Igreja Universal do Rei­no de Deus (pastor Ricardo Luz), dentre outras.

“Parabéns a todo o povo cris­­tão. Juntos somos mais for­tes”, ressaltou o pastor Amarildo. O vice-prefeito Arlindo Balsa­nelli; o presidente da Câmara Mu­nicipal, Zé Ricardo Joanini; e os vereadores Zé Reis, Gilmar Cecato e Joaquim Rodrigues de Figueiredo também marcaram presença no evento. O Dia do Evangélico foi instituído pela lei municipal nº 1.442, de 2 de ou­tubro de 2007, à época, sancio­nada pelo então prefeito Anto­nio Fiorani.