Prefeitura distribui kits de alimentos para alunos da rede municipal de ensino em Vista Alegre.

25/06/2020

A Prefeitura de Vista Alegre do Alto realizou entre os dias 17 e 22 de junho a distribuição de kits de alimentos para famílias de alunos matri­cula­dos na rede municipal de en­sino. O objetivo é atender es­tudantes em situação de vulnerabilidade social durante este período de pandemia cau­sada pelo novo corona­ví­rus (Covid-19), já que as aulas presenciais estão suspensas.

A ação da gestão do pre­feito Luís Fiorani soma-se a ou­tras com objetivo de mini­mi­zar os danos causados pe­lo coronavírus, bem como as­segurar o reforço alimentar dos estudantes durante o afastamento da rotina escolar.

Somente as mães puderam retirar os alimentos na EMEI Au­rélio Bettini e, para evitar a aglomeração, a entrega seguiu um cronograma organizado pe­la Se­­cretaria Municipal de Edu­ca­ção que se estendeu por qua­tro dias. A entrega ocorreu de forma escalonada, de acordo com a letra inicial do nome da mãe do aluno.

“Organizamos a distribuição de forma muito criteriosa e a en­trega do primeiro ciclo na esco­la aconteceu com tranquilidade com todas as medidas sani­tá­rias sendo tomadas”, disse a se­cretária municipal de Educa­ção, Maria Ri­ta Vieira Cunha. Os funcionários envolvidos no tra­ba­lho de entrega estavam usan­do equipamen­tos de proteção, como másca­ras, aventais e tou­cas. Além disso, tinha álcool em gel disponível.

Segundo a secretária Maria Rita, a merenda escolar sempre foi uma prioridade nas escolas. “Sabemos que para muitos des­ses alunos é a principal refeição do dia e, por isso, o prefeito Luís Fiorani não mediu esforços para atender a essa demanda, be­ne­ficiando todos os nossos alu­­nos”, acrescentou.

Para aquisição dos pro­du­tos foram utilizados recursos do Pnae (Programa Nacional da Alimentação Escolar) e a Pre­feitura estará comple­men­tando com recursos muni­ci­pais. Todo o processo é fiscalizado pelo Conselho de Ali­mentação Escolar (CAE) e ou­tros órgãos competentes.

O prefeito Luís Fiorani res­saltou que a distribuição dos kits é uma maneira de com­pensar a merenda escolar que deixou de ser oferecida aos estudantes no período de isolamento social e conse­quente suspensão das aulas presenciais. “Há uma grande preocupação com todos os nossos alunos, sobretudo com aqueles de famílias mais carentes”, reforça.

O kit de merenda escolar é composto de açúcar; arroz; biscoito de maizena; feijão, fubá, leite integral, macarrão, molho pronto de tomate, óleo de soja, sal e sardinha enlatada.